Colunistas

Construa e atravesse a ponte

Naturalmente existe um abismo entre os seres humanos responsável pela arte do desencontro. São as diferenças dos sentimentos, das percepções de si e do mundo, das emoções, dentre outras variáveis, relacionadas às expectativas das realizações de seus desejos. É preciso construir uma ponte que chamo de confiança, para que a arte do encontro se efetive. Construir a ponte e, os passos para a sua travessia, são a cordialidade, a atenção total ao outro, a verdade como valor no diálogo, a clareza de expressão, o saber lidar com os sentimentos de contrariedade, a auto-abertura e o saber ouvir como princípios fundamentais nas inter-relações.  ...
Leia mais

Chegou o Carnaval

Novamente é Carnaval e o Brasil está tomado pelo clima da festa de Momo. De norte a sul não há quem fique imune, até mesmo os que se retiram ou viajam para aproveitar os dias de feriado. No Rio de Janeiro, palco do Carnaval mais famoso do país, os blocos já tomaram conta das ruas, como o Carmelitas, nesta sexta-feira. Hoje, sábado, o Cordão da Bola Preta arrasta cerca de 1 milhão de pessoas no Centro da cidade, num cortejo que se prolonga até o fim da tarde. No Rio, há blocos carnavalescos de todos os tipos e ao gosto de cada folião. Desde os mais tradicionais Simpatia é Quase Amor, Suvaco de Cristo, Banda de Ipanema, Barbas, até os mais moderninhos que misturam samba, funk, pop, Rock e até sertanejo, como Bloco da Preta, Monobloco, Fogo e Paixão, entre outros. As escolas de samba também já ocupam a avenida desde ontem, quando na Marquês de Sapucaí aconteceu o primeiro...
Leia mais

“Atletiba”: as muitas questões do clássico que não houve

Conforme os campeonatos estaduais vão avançando, aumenta-se a incidência dos clássicos. No último fim de semana, no entanto, o que chamou a atenção no cenário esportivo nacional foi justamente o clássico que não ocorreu, entre Atlético Paranaense e Coritiba, pelo campeonato estadual do Paraná. E o que abriu discussões nas redes sociais e demais mídias foi a razão pelo cancelamento da partida, que abre uma velha e ampla discussão acerca do monopólio do direito de transmissões de jogos de futebol. Resumindo, ocorre que a dupla Atletiba não chegou a um acordo com a Rede Globo, - que obteve os direitos de transmissão do campeonato junto à Federação paranaense de futebol-, sobre os valores de seus jogos. O que foi ofertado ficou bem aquém do que o almejado pelos clubes, gerando o imbróglio. Como os times estavam livres de compromissos contratuais, iniciaram uma iniciativa pioneira de transmitirem o jogo ao vivo, pela internet. Iniciativa que prometia revolucionar o ramo e...
Leia mais

Especial Sicilia: Caponata di pescespada/ Caponata de peixe espada

Essa receita é uma das mais antigas e tradicionais receitas sicilianas, que deve ser provada ao menos uma vez na vida. Essa é uma variante da caponata tradicional, tem um sabor ligeiramente agridoce e deve ser servido frio ou na temperatura ambiente. Dificuldade: média Preparação: 50 min ingredientes para 4 pessoas 800 g de peixe espada cortado em fatias - 500 g de berinjela - 200 g de tomates vermelhos e duros - 1 cebola pequena - 250 g de aipo - 120 g de azeitonas verdes - 50 g de pinhões ou 70 g de amêndoas sem pele - 20 g de açúcar - algumas folhas de manjericão - um pouco de farinha de trigo - sal gosto - um pouco de vinagre branco Preparação Lave e enxugue a berinjela, corte-as em cubos e coloque-as em um escorredor. Salpique sal e coloque um prato em cima e qualquer coisa de pesado em cima, deixando por 30 min. Enquanto isso, lave as fatias do peixe e seque-as...
Leia mais

Quem é sambista de verdade?

A proximidade do Carnaval parece que anima sambistas e não sambistas a alimentarem falsas polêmicas nas redes sociais. Depois da passista que desrespeitou o pavilhão de sua escola, na semana passada, dessa vez foi a disputa entre "quem é raiz" e "quem é Nutella", ou a grosso modo, quem é sambista verdadeiro e quem não é. Enfim, uma discussão irrelevante, que no fundo revela um desconhecimento sobre a origem das escolas de samba, que remontam aos blocos de concumbis, ranchos e cordões existentes no Rio de Janeiro desde o fim do século XIX e início do século XX. Como marco histórico, podemos afirmar que as escolas de samba se consolidam na década de 30 do século XX, embora venham se organizando desde o final dos anos 20, já no contexto de incorporação às regras disciplinares do Carnaval e enquadramento à ordem social por parte do poder público. O samba nesta época, como produto popular de negros e pobres da periferia,...
Leia mais

Estrelas além do tempo

Em tempos cada vez menos intolerantes, nada como um filme sobre mulheres negras e poderosas sambando na cara do patriarcado. Estrelas além do tempo tira do ostracismo a história de luta de três mulheres (Katherine G. Johnson, Dorothy Vaughan e Mary Jackson) que ousaram não se acomodar nos bancos de trás dos ônibus e tampouco se calar diante da segregação racial institucionalizada. Mas afinal, o filme fala sobre...? Num dos muitos episódios que marcaram os anos de Guerra Fria, a disputa intensa entre EUA e União Soviética pela “conquista do espaço", talvez tenha sido um dos mais emblemáticos. O filme aborda, por um lado, o pânico americano frente à “ameaça comunista” e, por outro, todas as dificuldades pra quem nasceu mulher e negra, numa época em que as tensões sociais e raciais andavam extremamente tensas e acirradas. No entanto, o cenário proposto corresponde às dependências da Nasa, a qual contratava pessoas com a função de “computadores”. Em outras palavras, matemáticas brilhantes, responsáveis pelo cálculo e...
Leia mais

Quando todas as cores viram luto

Para nós, que escrevemos, é recorrente, banal, triste e chato termos que dar mais ênfase a tragédias e violência do que ao jogo em si, praticamente todas as vezes em que ocorre um clássico. Cenas vexatórias e lamentáveis nos arredores das praças esportivas e transportes públicos que conduzem os espectadores aos estádios se proliferam nos fins de semana de grandes confrontos futebolísticos, cujos embates deveriam se restringir ao campo de jogo, na bola. Nesse último domingo (12) mais uma vítima fatal da barbárie de uma sociedade cujos valores estão para lá de distorcidos. Dessa vez foi um alvinegro morto e outros sete feridos. Mas a violência não tem cor, time ou bandeira. O futebol, que tanto suscita a paixão de milhões de fãs ao redor do mundo, vez ou outra nos impõe essas tristes cenas. Pessoas correndo fora do estádio – em vez dos jogadores, no campo – explosões, empurra-empurra, desespero em seus sentidos literais e fora das arquibancadas,...
Leia mais

Especial Sicilia: Sarde a beccafico / Sardinhas à beccafico

Beccafico é o nome de um passarinho gordinho que dá nome a essa receita por causa da semelhança das sardinhas quando são recheadas e finalizadas. As receitas, que levam sardinhas, anchovas, peixes miúdos, no passado faziam parte da cozinha popular, desenvolvida pelo povo mais humilde, como aldeias de pescadores. Existem muitas variações no modo de preparar essa receita, podendo ser feita com a junção de duas sardinhas e frita. Dificuldade: média Preparação: cerca de 60 min Ingredientes para 6 pessoas 1 1/2 kg de sardinhas - 7 anchovas em conserva - 100 g de uva- passa - 100g de pinhões - 2 limões - 200 g de farinha de rosca - 3 colheres de açúcar - 1 maço de salsa - 1 maço de manjericão - 1 ramo de louro - azeite de oliva - sal e pimenta a gosto Preparação Limpe as sardinhas, tirando as escamas, a espinha, a cabeça, abra-as como um livro e enxugue-as bem. Retire o excesso de sal das anchovas, triture-as...
Leia mais

Cliente conquistado versus fidelidade

O sucesso nos negócios não é mais determinado pelas variáveis preço e qualidade de produtos por já serem fatores excludentes de mercado. Será pela capacidade de fazer conquistas humanas. Um alerta: a conquista uma vez feita não garantirá a fidelidade das pessoas, pois ambas são situacionais. A cada encontro com a mesma pessoa temos que iniciar uma nova conquista....
Leia mais

Polêmicas do mundo do samba

Esta semana uma polêmica tomou conta do mundo do samba. Uma passista da Unidos da Tijuca postou nas redes sociais uma foto de biquíni enrolada na bandeira da escola. A repercussão foi tanta, com críticas das mais diversas, que o presidente da agremiação afastou a componente. A segunda porta-bandeira, que era a responsável pela guarda do pavilhão, alegou que precisou ir ao banheiro e pediu à passista que tomasse conta da bandeira, e que se estivesse presente no momento não permitiria tal situação. Toda esta polêmica nos remete às duas últimas colunas em que comentei sobre a arte do mestre-sala e as baterias das escolas de samba que, embora atualmente  sejam quesitos de julgamento, têm por trás toda uma tradição que remete às origens dessas entidades. A bandeira é um símbolo sagrado de uma agremiação e é uma referência aos estandartes dos tempos dos concumbis, ranchos e cordões, ainda no final do século XIX e início do século XX, quando...
Leia mais