Comportamento

Brasil é quarto país no ranking global de casamento infantil

Levantamento recente do Banco Mundial revela que o Brasil tem o maior número de casos de casamento infantil da América Latina e o quarto no mundo. No país, 36% da população feminina se casa antes dos 18 anos. O estudo "Fechando a Brecha: Melhorando as Leis de Proteção à Mulher contra a Violência" lembra que a lei do Brasil estipula 18 anos como a idade legal para a união matrimonial e permite a anulação do casamento infantil. O problema é que há muitas brechas na legislação. Consentimento Se houver consentimento dos pais, por exemplo, as meninas podem se casar a partir dos 16 anos. A autora do estudo, Paula Tavares, fala sobre outras brechas na lei. “Um dispositivo ainda comum em todo o mundo é a permissão do casamento infantil – e em geral sem limite de idade – se a menina estiver grávida. Esse é o caso do Brasil”. Segundo ela, o país também não prevê punição para quem permite que...
Leia mais

a cada ano, 15 milhões de meninas se casam antes dos 18 anos

A cada ano, 15 milhões de meninas em todo o mundo se casam antes de completar 18 anos. No Brasil, 36% da população feminina se encontram nessa situação. Os dados fazem parte do relatório Fechando a Brecha: Melhorando as Leis de Proteção à Mulher contra a Violência, divulgado pelo Banco Mundial. O documento mostra que existem atualmente mais de 700 milhões de mulheres no mundo que se casaram antes de completar 18 anos. Até o fim da próxima década, a previsão é que 142 milhões de meninas tenham se casado. Além da maior exposição à violência doméstica, os dados revelam que essa população também está sujeita a menores índices de escolaridade, maior incidência de gravidez na adolescência, maiores taxas de mortalidade materno-infantil e menor renda. No Brasil, os números, de acordo com o Banco Mundial, também são alarmantes. Apesar de a lei estipular 18 anos como idade legal para a união matrimonial e permitir a anulação do casamento infantil, o...
Leia mais

Maioria das mulheres no Brasil e no mundo prefere trabalhar a ficar em casa

Relatório divulgado  pela Organização Internacional do Trabalho (OIT) e pela empresa de pesquisa de opinião Gallup indica que 70% das mulheres e 66% dos homens no mundo entendem que as mulheres devem ter trabalhos remunerados. No Brasil, o índice é de 72% das mulheres e 66% dos homens. O documento Rumo a um futuro melhor para mulheres e trabalho: vozes de mulheres e homens fornece um relato inédito sobre atitudes e percepções globais sobre o tema das mulheres no mundo do trabalho. A pesquisa ouviu quase 149 mil pessoas em 142 países e territórios, incluindo o Brasil, e representa mais de 99% da população adulta global. Os resultados mostram que mulheres em todo o mundo preferem ter trabalhos remunerados (29%) ou estar em situações em que poderiam trabalhar e também cuidar de suas famílias (41%). De acordo com o relatório, apenas 27% das mulheres no mundo querem ficar em casa, exercendo um trabalho não remunerado. Ainda segundo a pesquisa, o índice...
Leia mais

Guia alerta sobre consumo precoce de bebidas alcoólicas entre jovens

A ingestão precoce de álcool é a principal causa de morte de jovens de 15 a 24 anos de idade em todas as regiões do mundo. O dado está no Guia Prático de Orientação sobre o impacto das bebidas alcoólicas para a saúde da criança e do adolescente, lançado pela Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP). Às vésperas do carnaval, período em que há forte estímulo para a ingestão de bebidas alcoólicas, o principal objetivo do documento é alertar pediatras, pais, professores e os próprios adolescentes para os prejuízos do consumo precoce. A iniciativa é do Departamento de Adolescência da SBP, que pretende mobilizar entidades, educadores, familiares que atuam com crianças e adolescentes na prevenção do uso de álcool na fase de desenvolvimento e promover hábitos saudáveis entre os jovens. “Estamos agora, antes do carnaval, lançando esse manual de orientação, mostrando os danos do uso precoce do álcool. De fato, as crianças e os adolescentes precisam de orientações seguras para melhorar...
Leia mais

Smartphone se consolida como meio preferido de acesso à internet, diz pesquisa

Pesquisa nacional sobre os hábitos de utilização da internet no Brasil, feita pela Federação do Comércio do Estado do Rio de Janeiro (Fecomércio-RJ) e Instituto Ipsos, mostra que o smartphone se consolidou como principal meio para acessar a internet no país, utilizado por 69% dos internautas em 2016. O total é 11 pontos percentuais maior que o registrado em 2015. Depois do smartphone, o computador foi o equipamento mais utilizado para acessar a internet, com 27%. “[O ano de] 2015 foi o primeiro em que a gente teve um descolamento, com o smartphone passando o computador. E agora, de 2015 para 2016, mais ainda. O smartphone não só avança mas, de modo geral, ele também tira espaço do computador, que está virando cada vez mais compacto”, disse o gerente de Economia da Fecomércio-RJ, Christian Travassos. A sondagem foi realizada em setembro do ano passado, em 72 municípios, entre eles oito capitais: Rio de Janeiro, São Paulo, Brasília, Porto Alegre, Belo Horizonte,...
Leia mais

Mulheres poderão ser ordenadas na Igreja, graças ao dia de Santa Maria Madalena

Os evangelhos retratam Maria Madalena como uma das companhias mais próximas de Jesus. Seu encontro emotivo com Jesus ressuscitado e seu suposto passado pecaminoso fascinaram os cristãos por séculos. O mais recente dos vários filmes sobre ela será lançado em breve. A heroína, interpretada pela atriz americana Rooney Mara (A Rede Social, Trash - A Esperança vem do Lixo e Carol), é vista como uma jovem que se une a "um novo movimento social radical" e "deve enfrentar a realidade do destino de Jesus e seu próprio lugar dentro dele". Enquanto isso, a Igreja Católica reforçou o status da santa. No ano passado, seu dia (22 de julho) foi promovido a uma festa, igual à da maioria dos discípulos do sexo masculino. Explicando a decisão, o arcebispo britânico Arthur Roche ressaltou que ela é conhecida como "apóstola dos apóstolos, ao anunciar aos apóstolos o que eles, por sua vez, anunciariam a todo o mundo"." Roche faz alusão a João 20:17, no qual...
Leia mais

Celular se consolida como o principal meio de acesso à internet no Brasil

O uso do telefone celular se consolida como o principal meio para acessar a internet no Brasil. É o que mostra o Suplemento de Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) 2015, divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). No ano passado, 92,1% dos domicílios brasileiros acessaram a internet por meio do telefone celular, enquanto 70,1% dos domicílios o fizeram por meio do microcomputador. Em 2014, o acesso à internet (80,4% dos domicílios) por meio do celular também foi predominante em relação ao uso do computador (76,6% dos domicílios). “É interessante observar que o computador tem perdido espaço nessa utilização da internet enquanto outros equipamentos têm ganhado relevância. O acesso pelo telefone celular vem ganhando mais importância frente ao meio mais tradicional, que era o microcomputador”, comentou a pesquisadora do IBGE Helena Oliveira Monteiro. “Em 2015, verificamos pela primeira vez uma redução em termos absolutos no número de domicílios que acessaram...
Leia mais

Crowdfunding ajuda a criar rede de contatos

Crowdfunding é um termo em inglês, que pode ser traduzido como financiamento coletivo. Apesar de já ter estado envolvido em projetos polêmicos, como na tentativa de criação do Restaurante ZeBeLeo, do ganhador do Masterchef 2016, o crowdfunding é uma grande oportunidade e muitas vezes a única chance de muitas pessoas começarem seus empreendimentos ou arrecadar capital para um projeto social ou cultural. Foi  o caso da Flora Pereira, criadora do projeto AFREAKA que contou com exclusividade ao jornal O Estado RJ sobre seu sonho e como o financiamento coletivo a ajudou colocá-lo em ação, sendo hoje ganhador de dois prêmios importantes do meio. Flora acredita que o financiamento coletivo é uma grande ajuda além da troca que existe entre os criadores e doadores.  De acordo com ela, o financiamento coletivo é uma ótima saída para o aumento da produção de mídias independentes e alternativas, além de ajudar a criar uma grande rede de contatos antes mesmo de alguns projetos começarem a...
Leia mais

Intercâmbio ajuda no desenvolvimento pessoal

[caption id="attachment_64886" align="alignleft" width="300"] arquivo pessoal[/caption] O intercâmbio já se tornou um dos objetivos da maioria dos estudantes, seja no período de faculdade ou ainda durante o ensino médio. Buscar uma nova cultura, aprender outro idioma, fazer novos amigos e pensar no futuro profissional. Foi o caso da estudante de Relações Internacionais, Stéfane Refrande, que aos 20 anos prepara para seu segundo intercâmbio, o primeiro como voluntária. Ela contou para o jornal O Estado RJ suas experiências como estudante e anfitriã de uma intercambista. O Estado RJ: Qual foi o primeiro intercâmbio que você fez? E como surgiu a oportunidade? Stéfane Refrande: Meu primeiro intercâmbio foi de High School (ensino médio), para o estado do Colorado nos Estados Unidos. A oportunidade surgiu a partir de muita pesquisa na internet, e o contato de pessoas mais ligadas a esse meio, que me auxiliaram bastante. OERJ: Você se hospedou na casa de uma família americana, como foi a convivência? SR: Sim. Foi uma experiência muito boa. Morar em casa...
Leia mais

Negros são 17% dos mais ricos e três quartos da população mais pobre

Entre 2005 e 2015, aumentou o número de negros entre os brasileiros mais ricos, de 11,4% para 17,8%. Apesar disso, a população branca ainda é maioria – oito em cada dez – entre o 1% mais rico da população. Entre os mais pobres, por outro lado, três em cada quatro são pessoas negras, segundo informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Mais da metade da população brasileira (54%) é de pretos ou pardos (grupos agregados na definição de negros), sendo que a cada dez pessoas, três são mulheres negras. De acordo com a Síntese de Indicadores Sociais - Uma análise das condições de vida da população brasileira, o rendimento está relacionado à escolaridade, de difícil acesso à população negra. Em 2015, apesar de o número de negros cursando o ensino superior ter dobrado, influenciado por políticas de ações afirmativas, somente 12,8% dessa população chegou ao nível superior, enquanto os brancos de nível superior eram que 26,5% do...
Leia mais