Estado

Primeira noite de desfiles do Grupo Especial do Rio tem disputa acirrada

A primeira noite de desfiles das escolas de samba do Grupo Especial do Rio de Janeiro teve política, literatura e música cantados em sambas-enredos. Alegorias grandiosas foram vistas do início ao fim do desfile, mas Salgueiro e Beija-Flor levantaram mais o público com suas torcidas numerosas. A Grande Rio causou frisson com Ivete Sangalo na Sapucaí, e a Imperatriz emocionou com a homenagem a lideranças indígenas do Xingu. Paraíso do Tuiuti Marcado pelo atropelamento de mais de 20 pessoas por um de seus carros alegóricos, a Paraíso do Tuiuti fez o que pôde para não ter seu desfile abalado pelo desastre. A escola abordou o movimento antropofágico modernista e o Tropicalismo, entrando na Sapucaí com muitas cores da fauna e da flora nacionais. O administrador Rodrigo Sodré, 37 anos, estava em cima do carro acidentado, e contou que a situação causou nervosismo. “Deu para ver o carro amassado. Deu uma angústia muito grande.” Apesar do ocorrido, ele disse confiar que a...
Leia mais

Bloco anima foliões cariocas

O Bloco da Favorita, que desfilou nesta sábado (25) animou os foliões cariocas, que contou com a animação de estrelas como Ludmilla, Bruna Marquezine, Isis Valverde, Joaquim Lopes, Juliana Paes entre outros.  O ritmo do funk arrastou multidões pela orla de Copacabana. O Bloco surgiu do Baile da Favorita que acontece mensalmente desde 2011 na quadra Acadêmicos da Rocinha, animando a comunidade e moradores de outros bairros do Rio. O policiamento se manteve à distância mas, apesar do grande números de pessoas, não houve brigas ou confusões. Os banheiros químicos não foram suficientes para atender a demanda.  Confira algumas fotos: [caption id="attachment_66486" align="aligncenter" width="300"] Bloco da favorita foto: Adriana Santos[/caption] [caption id="attachment_66489" align="aligncenter" width="300"] Bloco da favorita foto: Adriana Santos[/caption] [caption id="attachment_66490" align="aligncenter" width="300"] Bloco da favorita foto: Adriana Santos[/caption]...
Leia mais

Aos 99 anos, Bola Preta mostra vitalidade e arrasta milhares de foliões no Rio

Considerado o maior bloco carnavalesco do Rio de Janeiro, o Cordão da Bola Preta começou a desfilar pelo centro da cidade pouco depois das 10h deste sábado. Aos 99 anos, o bloco está arrastando milhares de foliões pela Rua 1º de Março. Fundado em 1918, o tradicional bloco carioca começou o desfile com sua Marcha do Cordão da Bola Preta, que começa com os versos Quem não chora não mama! Segura meu bem, a chupeta. “O Bola Preta é apegado à tradição. É o nosso carnaval número 99 e nos mantemos fiéis à tradição do carnaval”, disse o presidente do bloco, Pedro Ernesto. A aposentada Maria das Dores Lima, de 69 anos, se deslocou de Bonsucesso ao centro da cidade para curtir a festa. Segundo ela, o Bola Preta é o único bloco em que desfila no carnaval. “Eu adoro o Bola Preta. É o bloco mais animado. Eu venho ao Bola Preta há muitos anos, mas tinha ficado uns...
Leia mais

Operação Lei Seca no Rio intensifica ações durante o carnaval

A Operação Lei Seca no Rio de Janeiro será intensificada no carnaval, com fiscalização nas ruas e campanha para conscientizar os foliões do risco de dirigir embriagado. O esquema especial de carnaval terá 250 agentes e serão realizadas 65 blitzen, segundo informações do governo do estado. Para as ações educativas, a operação escolheu blocos com maior concentração de pessoas, como o Carmelitas, a Banda de Ipanema, o Cordão da Bola Preta, o Bloco da Favorita, o Carrossel de Emoções, o Simpatia é Quase Amor, o Loucura Suburbana e o Sargento Pimenta. Em ação da manhã deste sábado, os agentes da Lei Seca distribuíram ventarolas e adesivos com alertas sobre a importância de se voltar para casa com segurança no bloco Cobra Sarada, que se concentrou no Parque Guinle, em Laranjeiras. Anos anteriores No ano passado, segundo o governo do Rio, mais de 6,8 mil motoristas foram abordados por agentes da Lei Seca durante o carnaval. Desses, 563 apresentavam sinais de embriaguez, cerca...
Leia mais

População de rua triplica e prefeitura do Rio pede ajuda

O número de moradores de rua no Rio de Janeiro triplicou nos últimos três anos e a Secretaria de Assistência Social admite que os recursos que  tem não são suficientes para enfrentar o fenômeno. Para o presidente de uma associação de moradores de Copacabana, essas pessoas deveriam ser removidas à força. Entre aqueles que vivem nas calçadas, a maioria é de homens em idade produtiva. No fim de 2016, eram 14.279 vivendo nas ruas, segundo o levantamento da Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (SMASDH), divulgado ao final do ano. No censo realizado em 2013, os números chegavam a 5.580. [caption id="attachment_66414" align="alignleft" width="300"] Abrigos municipais: 2.177 vagas                     Divulgação  Facebook SMASDH[/caption] A própria secretária de Assistência Social do Estado, Teresa Bergher, reconhece que as 62 unidades em funcionamento representam pouco diante do problema. São apenas 2.177 vagas, espalhadas entre 38 abrigos próprios, 22 conveniados e dois hotéis acolhedores, para...
Leia mais

Justiça libera clássico de futebol com torcida mista no Rio

A justiça estadual do Rio decidiu liberar a participação de torcida mista no jogo Flamengo x Vasco, no próximo sábado (25), em Volta Redonda, interior do estado. Em decisão liminar anterior, o juiz Guilherme Duarte, do Juizado Especial do Torcedor e dos Grandes Eventos, havia determinado realização de jogos com torcida única. O motivo foi a morte de um torcedor, no último dia 12, numa partida entre Botafogo e Flamengo, no Estádio Nilton Santos, o Engenhão. A decisão ocorreu nesta quarta-feira (22), após cerca de três horas de reunião, no Tribunal de Justiça, entre o magistrado e os dirigentes dos quatro grandes clubes cariocas, além de representantes do Ministério Público e da Polícia Militar. À saída, o presidente do Vasco, Eurico Miranda, deixou claro que a responsabilidade em conter a violência dos torcedores é da PM, e não dos clubes. “Está suspensa parcialmente a liminar. Mas o Vasco quer se isentar de qualquer responsabilidade sobre isso. É uma falência da...
Leia mais

Rio amplia área de vacinação de bloqueio de febre amarela para 30 municípios

O governo do estado do Rio incluiu mais nove municípios na área de recomendação temporária para vacinação de febre amarela. Agora são 30 cidades com indicação para imunização total ou parcial dos habitantes. Desde janeiro, 1 milhão de doses foram entregues às prefeituras do estado. Os municípios de Aperibé, Cambuci, Cardoso Moreira, Itaocara, São José de Ubá, Santa Maria Madalena e São Sebastião do Alto, além de parte da cidade de São Fidélis, foram incluídos na área com orientação para vacinação contra febre amarela. A terceira etapa da estratégia da Secretaria de Estado de Saúde (SES) será detalhada em resolução a ser publicada no Diário Oficial do estado desta quinta-feira (23). Indicados pela Subsecretaria de Vigilância em Saúde, com base na avaliação do cenário epidemiológico dos estados de Minas Gerais e Espírito Santo, mais 150 mil doses foram entregues pelo Ministério da Saúde e estão sendo distribuídas, além de mais 150 mil que ainda serão disponibilizadas e entregues às prefeituras...
Leia mais

Moradores do Alemão acusam PM de usar casas como base

Integrantes da Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro, da Comissão de Direitos Humanos da Ordem de Advogados do Brasil (OAB) e da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa do estado (Alerj) estiveram no Complexo do Alemão, conjunto de favelas na zona norte do Rio de Janeiro, para verificar denúncia de moradores de que policiais estão usando suas casas como posto ou base de observação no combate aos traficantes. A polícia argumenta que as casas estavam vazias e estão em locais estratégicos para o combate ao crime. O grupo conversou com moradores. "Eu moro aqui, gente. Minha casa está ocupada há mais de 15 dias, foi feita de base [pela Polícia Militar]. Eles não saem de minha laje", disse uma moradora do Complexo do Alemão, em vídeo feito pela Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro ontem (15), durante a visita. No vídeo, enquanto a mulher subia as escadas do terraço, do alto, um policial militar,...
Leia mais

Votação na Alerj de projeto que privatiza Cedae fica para a próxima semana

A votação do projeto que privatiza a Companhia Estadual de Águas e Esgoto (Cedae) só entrará em pauta na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) na próxima semana. A informação foi divulgada pela Alerj, em nota, nesta segunda-feira (13), mesmo dia em que se reuniram em Brasília o governador Luiz Fernando Pezão, o ministro da Fazenda, Henrique Meireles, e o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luiz Fux, na tentativa de adiantar recursos financeiros do acordo de recuperação do governo federal para o estado. O acordo prevê, entre outros pontos, a venda da empresa. Fux decidiu que só vai apreciar o pedido após serem votadas na Alerj a proposta de privatização da Cedae e outras medidas, como a elevação da alíquota de contribuição previdenciária do servidor estadual e uma lei federal permitindo que estados endividados em situação de emergência contornem os limites impostos pela Lei de Responsabilidade Fiscal. Na nota, a Alerj informou que a a presidência da Casa...
Leia mais

Privatização da Cedae começa a ser discutida e votação deve ocorrer na terça

O projeto de privatização da Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro (Cedae) começou a ser analisado na noite desta quinta-feira (9) pela Assembleia Legislativa do estado (Alerj) e deve ser votado na próxima terça-feira (14). A informação foi dada pelo presidente daAlerj, deputado Jorge Picciani (PMDB). A proposta já recebeu 209 emendas. A oposição tentou adiar a discussão da matéria obstruindo a votação de 27 vetos do Executivo a projetos de lei aprovados pela Alerj, etapa necessária para liberar a pauta. No entanto, Picciani convocou sessões extraordinárias e conseguiu dar início à análise da proposta. A venda da Cedae é condição da União para assinar o plano de recuperação e servirá de garantia para a concessão de um empréstimo de R$ 3,5 bilhões ao estado do Rio. “O que está se discutindo agora são as ações da Cedae como garantia para o pacote de recuperação fiscal de R$ 62 bilhões ao longo de 2017, 2018 e 2019....
Leia mais