Ela é mais alta que ele: quando a altura determina o comportamento

A mulher ser mais alta que o seu parceiro pode ser motivo de desconforto para o casal?


Sarkozy e Carla Bruni | Nicole Kidman e Keith Urban | Clare Grant e Seth Green | Fernanda Tavares e Murilo Rosa.

Nem sempre a mulher é mais baixa que o parceiro e tem muitos casais por aí que provam isso. Alguns exemplos de famosos nessa situação são Nicole Kidman e Keith Urban, Carla Bruni e Sarkozy, Fernanda Tavares e Murilo Rosa, entre vários outros. Quando casado com Katie Holmes, Tom Cruise fazia uso de alguns artifícios para diminuir a diferença de altura entre ele e a esposa, como palmilhas e sapatos com salto maior, às vezes de até 10 cm.

Essa diferença de altura pode influenciar muito na hora da paquera. Guilherme Ferreira (20 anos e 1,62 cm), por exemplo, conta que já deixou de demonstrar interesse em uma mulher por ela ser mais alta. Ele achava que a maiorias das mulheres não gosta de homens mais baixos e por isso achou que não teria chance com ela. Porém, Guilherme diz que não se importa de sua namorada – que já é um pouco maior que ele – usar salto. Inclusive, o jovem acredita que em diversas ocasiões a mulher fica mais atraente com um salto.

Diferente de Cruise, alguns homens podem ver a situação sob outra perspectiva. Laís Nunes (18 anos e 1,70 cm) conta que acha que o namorado, mais baixo que ela, até gosta de ter um “mulherão” ao lado – no sentido de alta mesmo – e que isso aumenta a auto-estima do parceiro.

Além disso, Renata Valentim – docente da UERJ e doutora em Psicologia Social – diz que “essa discrepância na altura pode apontar para algo a mais que aquele homem tem e que os demais não percebem, tornando-o, de alguma forma, ‘especial’ para os que estão em sua volta”, revela.

Homens mais altos e fortes podem até passar mais confiança e, assim, se tornarem mais atraentes para as mulheres. Porém, a dra. Renata observa que segurança está ligada a outros fatores também, pois não adianta o homem ser alto, forte e não ter uma relação respeitosa com a parceira. Joana Borges (22 anos e 1,70cm) compartilha desse mesmo pensamento e acrescenta: “segurança tem que ser passada emocionalmente, e não pela altura do cara”.

É falta de respeito?

As jovens Joana e Laís acham que, de forma alguma, seria desrespeitoso a mulher usar salto e ficar mais alta que o companheiro. Porém, ambas achavam estranho quando isso acontecia. Por isso, elas disseram que o uso de sapatos com salto diminui e ficou restrito a ocasiões mais importantes, como casamentos e aniversários. Mesmo assim, Joana admite que hoje namora alguém bem mais alto que ela e que é uma sensação muito boa, que não dá para explicar.

De fato, depende muito da importância que o casal dá a esse tipo de situação e como ela é vista pelo casal. Encarar essa diferença de altura com um pouco de humor e desporto é o melhor jeito, diz Joana.

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Sem comentários ainda.

Deixe um comentário

*