Editora lança obra de romancista vencedora do Prêmio Pulitzer de Literatura

Repleto de teor psicólogo, a autora conta uma história de amor repleta de desolação, expectativas, devaneios e frustrações

Print page

A editora Penalux promove um resgate literário ao lançar o clássico romance Ethan Frome, de Edith Wharton, com a tradução de Chico Lopes. O livro, que é dito a partir da perspectiva do narrador, conta a vida e tragédia do personagem que dá título à obra. Repleto de teor psicólogo, a autora conta uma história de amor repleta de desolação, expectativas, devaneios e frustrações.

De acordo com Tonho França, editor, o narrador encontra o personagem principal, Ethan, que conta sobre um triângulo amoroso ocorrido anos atrás. “A partir disso, somos transportados a uma epóca em que Ethan era um homem novo, que se dedicava com total comprometimento a fazenda e a cuidar da mãe.”

Segundo o editor, Ethan expressa um intenso desejo de se libertar do seu modo de vida e de seu casamento com Zenobia (Zeena). “É quando a esposa traz sua jovem prima Mattie Silver para ajudar com as tarefas domésticas, enquanto Zeena luta contra suas enfermidades.”

– Ethan se encanta com esperança para o futuro que Mattie traz e começa a ter pensamentos de um recomeço com ela. Mattie por sua vez também se sente atraída por Ethan. Eles têm o desejo de estarem juntos, mesmo sem manifestarem isso inicialmente. Percendo o envolvimento, a esposa, decide substituir Mattie por outra cuidadora – revela.

A história continua com Ethan e Mattie se declarando. A partir disso, decidem que morrer juntos talvez seja  melhor do que viver separados. Porém, uma reviravolta faz com que todos os personagens sejam forçados a sucumbir aos desejos do destino.

Wilson Gorj, também editor, explica que o livro pretende mostrar que  o amor costuma ser trágico e que houve uma época em que o peso das convenções sociais era tão forte que esmagava os sonhos. “Trata-se de um clássico. Muitos consideram este livro o melhor trabalho autoral da escritora.”

– Desejamos promover esse resgate literário, trazendo de novo ao público grandes obras, mas que caíram no esquecimento do mercado editorial brasileiro, como outra reedição nossa: “Os papéis de Aspern”, de Henry James – ressalta.

A autora

Edith Newbold Jones nasceu a 24 de janeiro de 1862 em Nova York. Aos 23 anos, já escrevia ficção e colaborava para revistas e jornais. Em 1905, publicou o romance A Casa da Alegria (The HouseOf Mirth).

Foi a primeira mulher a receber o título de Doctor honoris causa pela Universidade de Yale e a medalha de ouro do Instituto Nacional de Artes e Letras, do governo americano. E foi também a primeira mulher a receber o aclamado Prêmio Pulitzer (1921), com “A idade da inocência” (The Age of Innocence), que teve sua adaptação para o cinema em 1993, por Martin Scorsese.

Considerada como um grande nome da literatura feminina norte-americana, Edith Wharton continuou escrevendo até a sua morte, em 11 de agosto de 1937. Está enterrada no cemitério de Gonards, em Versalhes.

FICHA TÉCNICA

Título: Ethan Frome

Autor: Edith Wharton

Tradução: Chico Lopes

Publicação: 2017

Tamanho: 14×21

Páginas: 160 p

Preço: R$ 35

Compra: https://www.editorapenalux.com.br/loja/product_info.php?products_id=578

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.