Ovo: o segundo melhor alimento do mundo

O alimento só perde apenas para o leite materno

Print page

A cada estudo realizado sobre esse alimento, vem sendo desmistificado as suas propriedades nutricionais que eram voltadas apenas ao alto teor de proteínas e alta concentração de colesterol, e consequentemente associado a doenças cardiovasculares. Os últimos estudos apontam o ovo como o alimento que tem tudo que o nosso organismo precisa, exceto vitamina C, por isso vem sendo considerado como o segundo melhor alimento do mundo, perdendo apenas pelo leite materno.

Propriedades

Rico em vitaminas: Contém várias vitaminas essencias para sua saúde: vitamina A (excelente para a visão, e também importante para o crescimento celular), vitamina B12 (essencial para a produção de células vermelhas do sangue), vitamina B2 (ajuda o corpo a obter energia a partir da divisão do alimento), vitamina E (ajuda a combater radicais livres que causam danos celulares, como câncer). Tem também uma pequena quantidade de vitamina D.

Rico em minerais: Contém ácido fólico, ferro, zinco, fósforo,manganês e selênio. O selênio funciona de forma eficaz para prevenir o dano celular, bem como a acumulação de metais pesados tóxicos no seu corpo. O ferro ajuda na produção de energia do seu corpo. O zinco mantém o seu sistema imunológico e o sistema digestivo funcionando corretamente, e é útil também para reduzir os níveis de estresse.

Rico em proteínas: A ingestão de proteínas é essencial para a sua saúde, e os ovos são uma grande fonte de proteína de alta qualidade: um único ovo grande contém 6 gramas de proteína, além de nove aminoácidos essenciais.

Protege a visão: Os ovos trazem grandes benefícios para os olhos. De acordo com um estudo, um ovo por dia pode prevenir degeneração ocular devido ao conteúdo de carotenóides, especialmente a luteína e zeaxantina. Ambos os nutrientes são mais facilmente disponíveis para os nossos órgãos com os ovos. Quem come ovos diariamente reduz drasticamente o risco de desenvolver cataratas.

Melhora a função cerebral: O ovo é uma das principais fontes da substância colina em nossa dieta. Essa substância irá proporcionar uma série de benefícios para o cérebro; isto porque a colina é necessária para a síntese de fosfolípides, componente de todas as membranas celulares, que é importante para o desenvolvimento cerebral e da memória. Outro benefício da colina é que ela é utilizada na síntese da acetilcolina, neurotransmissor que auxilia a memória e a concentração.

Reduz risco de câncer de mama: Estudos descobriram que a colina reduz o risco de câncer de mama em 24%. A colina é encontrada em ovos e outras fontes de alimento, incluindo o fígado, couve-flor, gérmen de trigo, frutos, soja, nozes e chocolate.

Mantém o cabelo saudável: Os ovos são bons para o seu cabelo por causa de seu alto teor de minerais, como o enxofre (além das vitaminas A, B, D, E), ótimos para promover o crescimento do cabelo. Além disso, a proteína de alta qualidade encontrada nos ovos fortalece os cabelos e promove o cabelo brilhante e saudável também.

Bom para gestantes: A colina presente no ovo é importante para as gestantes, pois reduz os riscos de problemas no fechamento do tubo neural do feto que é necessário para elaborar a calota craniana e a coluna vertebral da criança. Porém, lembre-se: o ovo jamais deve ser consumido cru ou com a gema mole, pois há o risco de infecções intestinais, como a por salmonela.

Efeito antioxidante: O ovo possui nutrientes com ação antioxidante como os carotenoides, a vitamina A e E, o ácido fólico, o zinco, o magnésio e selênio. Eles irão proteger as células das ações lesivas dos radicais livres e evitar o envelhecimento celular.

Outros benefícios

Os ovos são uma rica fonte de proteínas de elevada qualidade, que é cada vez mais importante no combate ao envelhecimento e para a manutenção da saúde dos ossos e da massa muscular. Eles também têm sido mostrados para aumentar a saciedade e facilitar a perda de peso com a dieta alimentar, além de aumentar a perda de gordura corporal.

Quantos ovos por dia?

Aparentemente, quantos você quiser, se você prestar atenção ao seu consumo total de calorias e é cuidadoso sobre sua ingestão de carboidratos. Se você tem diabetes, você pode comer com segurança ovos também, mas precisa estar particularmente atento aos carboidratos e controlar o açúcar no sangue. Muitos praticantes de musculação e fisiculturistas comem diversos ovos durante o dia e relatam ótimos resultados no desenvolvimento de massa muscular. O mais correto a se fazer é consultar um nutricionista para que ele recomende a quantidade certa por dia, de acordo com seu metabolismo e suas necessidades calóricas.

projeto oerj 2017

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.