Sabores da Itália: Pato com laranja

Print page

1424682325555Essa é uma receita muito conhecida mundialmente como francesa, mas pouca gente sabe que esse prato particular tem origem na cozinha toscana de Firenze ( Florença ). Os toscanos chamava-no de “paparo alla melarangia” e foi exportado para a França por Catarina de Medici, que decidiu levar um pouco da sua terra, quando se casou com Enrico II da França. Depois da chegada de Catarina na França, houve uma progressiva inserção da cozinha florentina na cozinha francesa: foi quando os franceses decidiram reivindicar como sua algumas receitas, entre elas o pato com laranja, que na França se chama “caneton a l’orange”.

Dificuldade: fácil
Preparação: 30 min + 1:30 de cozimento

Ingredientes para 4 pessoas:

1 pato de 2 kg ou 2 kg e 1/2 – 2 laranjas – 1 cebola – 2 dentes de alho – 100 ml de vinho do porto ou madeira 1/2 copo de caldo vegetal ou água – 1 colher de maisena – sal e pimenta a gosto

Preparação:
Coloque o pato inteiro e já limpo, numa assadeira com o peito virado para cima. Fure a pele com um garfo em vários pontos. Descasque as laranjas e solte os gomos. Introduza os gomos dentro do pato, junto com as cebolas picadas e o alho. Salpique o sal e a pimenta e leve ao forno a 180° C por 1 1/2 hora. Terminado o cozimento, retire o caldo da assadeira e proceda com a preparação do molho de laranja.
Numa panela junte o caldo do cozimento do pato, o caldo vegetal ou a água, o vinho, o suco das 2 laranjas e a maisena. Misture tudo e cozinhe por 8/10 minutos até obter um líquido denso, levemente gelatinoso. Filtre e sirva quente. Com uma faca corte em fatias o peito do pato e as coxas e divida-os sobres os pratos que serão servidos, acompanhados com o molho de laranja e verduras à sua escolha.

Por

andreia.nakasato@oestadorj.com.br

Andréia Nakasato, jornalista e fotografa no Brasil. Moro na Itália há 7 anos. País que me apaixonei pela cultura, pela língua e paisagens. Colaborei com alguns jornais locais da região. Amo meus filhos, cinema, vinho e gastronomia.

Comentários estão fechados.